Participar de eventos, sair da bolha e a verdadeira importância de tudo isso

Por várias vezes nós tocamos a vida em frente sem olhar para os lados, para trás ou até para nós mesmos e para o que está acontecendo no meio em que estamos inseridos. Dito isto, gostaria de chamar sua atenção para a reflexão que vem a seguir.

Evento de TI é ‘top’, ir patrocinado pela empresa é genial, mas eu tenho algumas crenças sobre isso, algumas talvez lhe agradem e façam sentido e outras talvez lhe façam pensar, vamos lá:

1- Você foi para o evento, então esteja no evento. Se você é palestrante, esteja aberto a trocar idéias com outras pessoas após a palestra, não saia correndo, não segmente a quem vai atender, você pode estar incentivando alguém que está começando, ou potencializando a ideia de alguém que foi para o evento em busca de novos ares, é sua responsabilidade estar ali. Se você foi para o evento buscando conhecimento e o famoso “Networking”, se faça presente também, assista as palestras, absorva o conteúdo e faça perguntas, em eventos no qual alguém palestra e outro assiste, quem assiste é que da o ritmo daquele momento, converse com as pessoas no momento certo, lembre-se, você foi para focar nas palestras, um dia pode ser você palestrando, então faça valer a pena.

2- O evento não para enquanto você tira ‘selfie’ e cata brindes que não vai usar. Enquanto você para de prestar atenção no que está sendo palestrado para tirar muitas fotos e dar aquela atualizada na sua vida social, você pode ter perdido minutos preciosos e enriquecedores da palestra. O palestrante pode ter dito algo muito relevante, atiçou os ânimos da galera e gerou debates produtivos, e o pior de tudo, imagina se isso tudo acontece quando você cata esses mil panfletos que não vai nem ler? Não seria nada legal.

3- É nos momentos de pausa que a mágica acontece, então aproveite! Perdi a conta de quanta coisa boa já me aconteceu nos momentos de pausa em eventos, ou foi uma discussão sobre técnicas utilizadas no trabalho, foram ideias que validei conversando com pessoas diferentes, ou até mesmo clientes da Umbler que me pararam pra dizer o quanto gostaram da palestra, o quanto de idéias tinham para o nosso produto. É na pausa que a mágica acontece, você têm a oportunidade de falar com pessoas que ainda não conhece, trocar experiências diferentes e ir pra casa com outras visão sobre algumas coisas, não desperdice esses momentos de interação apenas com amigos e colegas que você já conhece. Aproveite para conhecer outras pessoas.

4- Para você que é técnico, tá na hora de mudar! Em eventos maiores, temos várias opções de conhecimentos diferentes, imagine você que várias empresas por ai estão compartilhando o conhecimento de como fazer a mudança acontecer, naquele tanto de coisas que você reclama da sua empresa, ai você vai dizer “lá na empresa cada um tem seu papel e esse não é o meu”, mas a sua carreira ainda é sua, assuntos mais técnicos como linguagem, formas de implementar uma tecnologia nova na infra ou ferramenta de suporte, você aprende até no youtube ou lendo documentação, mas dificilmente você vai ter um conhecimento tão rico sobre isso quando o assunto for pessoas, mindset, gestão de expectativas, como mensurar rendimento de uma equipe, dentre outras coisas, longe de mim dizer que todos devem ser gestores, mas você faz parte de uma equipe, de um time, precisa ter o conhecimento para saber criticar quando estiver errado e sugerir alguma coisa. Pois, afinal, é seu time, é sua equipe, é sua carreira.

5- Sua empresa investiu em você e não existe almoço grátis! Toda vez que você vai para um evento e é tudo por conta da empresa sempre vem aquele pensamento: “eee vida boa, tudo na faixa, era isso mesmo que eu queria meu Deus! :D ” Sinto muito lhe falar, mas não existe almoço grátis. Sua empresa tem expectativas quanto ao material que você vai receber ou repassar no evento e a imagem que você vai levar para as pessoas, afinal você é sua empresa no evento, então sua conduta, a forma que você se dirige as pessoas ou se comporta, representa a empresa que você trabalha. Minha opinião sobre isso é que eu tenho que voltar daquele evento diferente, pois sempre volto com uma injeção de ânimo além da conta, e procuro canalizar essa energia para algo que eu queira resolver na empresa ou que esteja atrapalhando minha carreira.

Acho que já deu pra entender mais ou menos o recado, né?! Quando você vai em um evento você sai da bolha, da zona de conforto. Você vê que tem gente fazendo acontecer com aquilo que você queria testar daqui um tempo. Você percebe que tem gente que não parou no tempo. E, no meu caso, eu sempre fico com vergonha quando vejo alguém tocando nas feridas que eu só sabia dizer que estava doendo e não fazia nada pra curar. Participar de eventos mexe tanto com o seu lado profissional quanto com o pessoal. Isso se você se entregar de corpo e alma para essa imersão que você está entrando, do contrário, é só “blábláblá” e Coffee break.

Recentemente estive palestrando juntamente com minha colega de Umbler, Cami Martins, sobre automação residencial com Node.js e Arduíno e foi sensacional, uma experiência incrível de troca de aprendizado com os ouvintes da palestra e a vivência de ser em outro estado, com pessoas de culturas diferentes, representando a Umbler juntamente com outros colegas, isso tudo não têm preço. Experiências como esta faz você querer fazer mais, ir em busca de mais conhecimento e fazer a diferença. Meu conselho é: sai da bolha, procure o caminho que te faça querer seguir por um caminho diferente.

A Camilla escreveu, inclusive, um conteúdo bem bacana sobre como a Umbler utiliza o Node.js e como foi essa participação no TCD Floripa. Vale a pena conferir!

Jorge Leite e Camilla palestrando no TDC Floripa 2018Jorge Leite e Camilla palestrando no TDC Floripa 2018

No Comments Yet